terça-feira, 4 de março de 2014

Morbidez



Este remo espalmado na frente,

Esta vela rasgada d’um lado...

Carcomido na popa chanfrada,

Carunchoso, no vão biselado;



Este barco é tão vago e tão triste...

Quando bate na escuma das plagas

Ergue um choro no meu coração

Qual parece a tristeza das vagas.



Minha casa ficou tão longínqua

Desde quando eu parti calmo e terno

Do verão carregado de frutas

E do amor aquecido no Inverno...



Eu fui jovem... Bem jovem embora

Lá da casa da minha família,

(Ontem tive um amor ao meu lado,

Hoje mesmo não tenho nem ilha!)



Minha avó me dizia: – “Vai filho,

Como as aves no raiar da aurora

Rufle as asas de um novo rebento –

Ergue as penas, meu bem... Vai embora!”



E eu fui ao Corcel das montanhas:

Ave ingênua pairando nos ares,

Procurando no céu e na terra

Penas feitas de sons sibilares.



Encontrei, junto ao ouro dos astros

Ave branca no esparso arrebol,

Mas a noite fechada chegou

E levou-a pra perto do sol...



Sonhei pouco nos ninhos da vida

E aos poucos desci co’ os trovões

Clareando o véu das cordilheiras

E as águas rente às amplidões...



Mas as chuvas brilharam em mim

E chamou-me a vagar em seu léu,

Construí minha casa nas águas

Minha amada ficou lá no céu!



Eu desci, ó meu Deus, ao ribeiro

P’ra entender sobre a líquida dor.

Este remo espalmado na frente

São as asas de um descobridor!



Como o Contro defunto na proa

Eu estou a velar no oceano –

Carcomido por peixe asqueroso

Bóio sobre o véu cotidiano...



Como um barco cansado no mar

Que de longe tomou a partida,

Sigo a sorte dos ventos nas brumas

Junto às águas da noite perdida...



Ó minh’alma embalada nos ermos

Por que vês a esperança na serra –

Como o barco que afunda no mar,

Como a cruz que apodrece na terra?

John L. S.

2 comentários:

Aline Teles disse...

Uau! Acabei de ler uma poesia profunda e bem escrita. Eu gosto do mundo do blog por causa disso, porque podemos encontrar grandes escritores anônimos. Tu escreves muito bem. Parabéns! Beijos.

Michi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

 
;